Motivos Decorativos e Significado
Os motivos decorativos na cerâmica Marajoara são em geral geométricos na forma
e parecem abstratos para a maior parte dos observadores.  No entanto, eles
representam seres mitológicos, espelhados na fauna local.  Cobras, jacarés,  
lagartos, urubus, corujas, tartarugas, macacos e escorpiões são os temas mais
comuns, e aparecem em vários tipos de objetos.   Os animais são representados
tanto em três dimensões, em relevo, como em duas dimensões, como grafismos
geométricos.  Comparando os dois tipos de representações é possível identificar que
os ceramistas tinham a intenção de representar os mesmos seres nos desenhos
geométricos.  Ainda que não possamos determinar significados específicos para os
desenhos, é possível mostrar o que eles representam e comparar com estórias
mitológicas amazônicas.  Abaixo há exemplos de algumas das possibilidades que
temos explorado com o estudo da iconografia Marajoara.
Padrões da Serpente
Os Marajoara, assim como muitos outros povos
amazônicos, parecem ter acreditado que uma
serpente ancestral os protegia.  A serpente pode ter
sido considerada responsável pela abundância da
pesca, a maior fonte de proteína para os povos da
Ilha.  A serpente mitológica protegeria os peixes e
asseguraria sua reprodução anualmente.  Para
demonstrar sua consideração para com esse ser
mitológico, representações de serpentes e padrões
decorativos de pele da serpente estão presentes em
praticamente todos os objetos de cerâmica, seguindo
regras de composição rígidas.
Observe as serpentes enlaçadas na
parte inferior do vaso acima.
As serpentes
Marajoara têm em
geral uma cabeça
triangular, ou
composta por três
esferas, uma clara
alusão à jararaca.  
O corpo da
serpente é sempre
representado
através de
desenhos
característicos.
Na maioria dos casos, os padrões da pele da serpente consistem em dois elementos que
se repetem ao longo de uma faixa, geralmente colocada em volta do vaso.  Os mesmos
padrões são também usados nas tangas, no segundo campo decorativo (veja abaixo).